Home » O que são, como funcionam e quais são os tipos de anúncios de vídeo no YouTube?

O que são, como funcionam e quais são os tipos de anúncios de vídeo no YouTube?

O Marketing de Vídeo vem se tornando cada vez mais um canal prioritário para muitos negócios. Especialistas continuam insistindo em que o vídeo é o futuro do marketing de conteúdo, mas na verdade esse futuro já chegou (há alguns anos): 61% das empresas já passaram a usar vídeo como canal de marketing, de acordo com um estudo recente. Com isso, o interesse em fazer anúncios de vídeo no YouTube também tem aumentado.

De acordo com vários estudos, mídias visuais são muito mais difíceis de se esquecer comparadas a outros sentidos. E se o conteúdo for bom, útil e com animações bem feitas, o vídeo ficará no cérebro humano por muito mais tempo. E para se produzir bom conteúdo hoje, em muitos casos, basta ter um smartphone em mãos. Os tempos em que precisávamos de contratar um estúdio caro e com equipamentos sofisticados de produção de vídeo já se acabaram há muitos anos.

Vídeo é uma das ferramentas de marketing digital mais criativas, informativas, versáteis e costuma trazer os melhores retornos para o negócio.

O tamanho e a importância do YouTube

O YouTube é sem dúvida a maior e mais conhecida plataforma social de vídeos do mundo. De acordo com a própria Google (proprietária do YouTube), 1.5 bilhão de pessoas acessam suas contas no YouTube mensalmente. Os vídeos mais populares conseguem atrair a atenção de milhões de usuários, mesmo organicamente (ou seja, vídeos postados manualmente, sem nenhum tipo de impulsionamento pago).

No entanto, não são todos os canais do YouTube que conseguem atrair milhões e milhões de pessoas já no começo. E ainda temos que levar em consideração o fato de que vídeos tem como objetivo alcançar um público-alvo específico de acordo com o assunto, ou seja: a idéia é que todo vídeo alcance pessoas dentro da sua segmentação de interesse. Por isso, empresas fazem anúncios de vídeo. Anunciar no YouTube pode trazer taxas de conversão excelentes, ajudando ainda a reforçar a sua marca.

Mas exibir anúncios do seu negócio no segundo maior mecanismo de busca do mundo (só o próprio Google possui mais usuários por mês do que o YouTube) pode ser um pouco intimidante.

“Onde devo começar?” “Que tipo de anúncio funciona melhor?” “Quanto custa?” “O meu público-alvo vai ver meu anúncio?” Essas perguntas são importantes. Neste post você poderá começar a respondê-las – a resposta final completa só virá quando você começar, de fato, a anunciar!

Para ajudar empreendedores a entender os anúncios de vídeo no YouTube eu preparei este breve guia. Nele você aprenderá o que são, como funcionam e quais os formatos disponíveis de anúncios em vídeo.

Como se anuncia vídeos no YouTube?

Os anúncios em formato de vídeo no YouTube são criados e controlados através da plataforma do Google Ads (antes chamado de Google Adwords). É através dela que podemos fazer também anúncios de texto (que aparecem nas páginas de resultados do Google), anúncios de display (banners em vários sites da Internet) e também anúncios de vídeos dentro e fora do YouTube.

Há vários formatos de anúncios de vídeo. Alguns são mais simples, outros mais complexos. Nesse post eu explicarei todos eles.

Categorias e formatos de anúncios de vídeo no YouTube

Se quiser fazer o melhor uso do seu orçamento destinado às campanhas de vídeos, leia com bastante atenção para que você consiga escolher os melhores formatos para a sua estratégia.

As formas em vermelho nas imagens abaixo indicam onde o anúncio aparece no player do vídeo ou na página de visualização.

Há 3 categorias de anúncios de vídeo no YouTube:

1. Anúncios TrueView

Nesta categoria de anúncios você não paga por exibições (chamadas de “impressões”) meramente aleatórias e nem por “talvez o público tenha visto meu anúncio”. Você só será cobrado quando espectadores assistirem ou interagirem com elementos do seu vídeo (como clicar nele).

Cartões patrocinados (Categoria: TrueView, sem sub-categoria dentro de TrueView):

anuncios-video-youtube-cartoes-patrocinados-true-view-daniel-digital

Tamanho: varia de acordo com o cartão

Os cartões patrocinados exibem conteúdo que pode ser relevante ao seu vídeo, tais como produtos que aparecem nele.

Usuários vêem os cartões por alguns segundos. Eles podem também clicar no ícone no canto direito superior do vídeo para navegar pelos cartões.

Cobrança dos cartões patrocinados:

O YouTube cobrará se um espectador escolher não pular o anúncio OU se o espectador clicar em um cartão ou em qualquer outro elemento do anúncio dentro do player.

Provavelmente você já pensou que poderá ser cobrado duas vezes – por visualizações e cliques – mas não se preocupe. A Google foi clara quanto a isso: “Cobraremos somente quando uma visualização do anúncio é contabilizada, e cobraremos pela visualização completa ou pelo clique, mas nunca por ambos.”.

Os anúncios TrueView se dividem em 2 sub-categorias. O que muda são os lugares onde podem aparecer e o formato:

1.1 Anúncios TrueView in-stream

O anúncio é reproduzido antes, durante ou depois de outros vídeos. Depois de cinco segundos, o usuário tem a opção de pular o anúncio. Os anúncios TrueView in-stream aparecem em vídeos exibidos dentro do YouTube ou em sites e aplicativos da Rede de Display do Google (GDN, na sigla em inglês). Esses anúncios também podem ser veiculados em vídeos do YouTube que tenham sido incorporados em outros sites ou aplicativos. Além disso, eles podem ser exibidos em aplicativos do YouTube para dispositivos Android e iOS, no m.youtube.com (no iPad e Android) e em smart TVs.

Anúncios de sobreposição (overlay) (Categoria: TrueView in-stream):

anuncios-video-youtube-overlay-true-view-daniel-digital

Tamanho: 480×70 pixels

Aparece ao longo dos 20% do fundo (parte inferior) do player do vídeo.

Pode-se fechar o anúncio a qualquer momento.

Anúncios em vídeo puláveis (Categoria: TrueView in-stream):

anuncios-video-youtube-pulavel-skippable-true-view-daniel-digital

Tamanho: full screen

É exibido dentro do player do vídeo.

É atualmente o tipo mais comum de anúncio no YouTube. Pode-se pular o anúncio depois de vê-lo por 5 segundos.

Pode aparecer antes, durante ou depois do vídeo.

Anúncios intermitentes (Categoria: TrueView in-stream):

anuncios-video-youtube-midroll-intermitentes-daniel-digital

Tamanho: full screen

Disponíveis para vídeos com duração superior a 10 minutos. Os anúncios são exibidos ao longo do vídeo entre espaços de tempo, como comerciais de TV. Os usuários tem que assistir os anúncios para continuar a ver o vídeo.

O anunciante pode inserir os anúncios em pausas naturais – entre cenas escolhidas, por exemplo – para que o usuário tenha uma experiência melhor.

Aparecem somente em computadores desktop, laptops e dispositivos móveis.

Como é feita a cobrança dos vídeos in-stream?

Você será cobrado quando um usuário assistir a 30 segundos do seu vídeo (ou ao vídeo completo, se ele tiver menos de 30 segundos) ou interagir com ele, o que ocorrer primeiro.

1.2 Anúncios TrueView video discovery

Este formato de anúncio era antes conhecido como “TrueView in-display”. O anúncio consiste de uma imagem extraída do vídeo com algum texto. O tamanho exato e aparência do anúncio podem variar dependendo de onde ele apareça. Os anúncios video discovery sempre convidam o usuário a clicar para assistir o vídeo, que é então exibido na página de visualização do YouTube ou na página do canal.

Anúncios em dispositivos móveis (Categoria: TrueView video discovery):

anuncios-video-youtube-dispositivos-moveis-true-view-discovery-daniel-digial

Anúncio na página de exibição do vídeo no YouTube (Categoria: TrueView video discovery):

anuncios-video-youtube-pagina-visualizacao-true-view-daniel-digital

Anúncio de display (Categoria: TrueView video discovery):

anuncios-video-youtube-display-true-view-daniel-digital

Tamanhos: 300×250 ou 300×60 pixels

O anúncio é exibido ao lado do vídeo.

Só aparece em computadores desktop e laptops.

Como é feita a cobrança dos anúncios Video Discovery?

Você só será cobrado quando os usuários assistirem ao seu anúncio clicando na miniatura.

2. Anúncios Bumper

São também chamados de “anúncios breves” em português. Os anúncios Bumper tem seis segundos ou menos de duração e são exibidos antes, durante ou depois de um vídeo. Os espectadores não tem a opção de pular o anúncio. Os anúncios Bumper podem ser exibidos em vídeos no YouTube ou em aplicativos de celular e sites parceiros na Rede de Display do Google.

Bumper ads (Categoria: Bumper):

anuncios-video-youtube-bumper-ads-breve-daniel-digital

Tamanho: full screen

É um formato de anúncio leve, não pulável e com duração de até 6 segundos. Otimizado para visualização em dispositivos móveis.

Usuários tem que assistir todo o anúncio antes da reprodução do vídeo.

Como ocorre a cobrança dos anúncios Bumper?

Você paga com base no número de impressões (exibições). Os anúncios bumper usam como referência o CPM (custo por mil impressões), e você paga a cada mil exibições do seu anúncio de vídeo.

3. Anúncios Outstream

Onde os anúncios Outstream podem aparecer?

Somente para plataformas móveis (celulares e tablets), são exibidos em sites parceiros e dentro de aplicativos. Um único formato de vídeo pode ser exibido em diversos posicionamentos para dispositivos móveis. Nos canais da Internet para esse tipo de dispositivo, os anúncios outstream aparecem em banners (imagens clicáveis de anúncios). Já em canais de aplicativos, eles são exibidos em anúncios de banner, anúncios nativos, anúncios In-Feed e anúncios intersticiais, tanto no modo retrato quanto no modo de tela cheia. Os vídeos Outstream são anúncios apenas para dispositivos móveis, são exibidos em sites e aplicativos parceiros da Rede de Display do Google.

Observação: o formato Outstream ainda não está disponível dentro do YouTube.

Anúncios móveis nativos (Categoria: Outstream)

Tamanho: em dispositivos móveis, na descrição do vídeo

É um anúncio de display (imagem estática) que aparece abaixo dos metadados (informação) de um vídeo. Somente disponível em dispositivos móveis.

Observação: o formato Outstream ainda não está disponível dentro do YouTube.

Os anúncios Outstream começam a ser exibidos com o áudio (som) desligado. O espectador tem a opção de clicar no anúncio para que o som seja ligado. Anunciantes são cobrados somente quando mais da metade da área do anúncio é exibida na tela por no mínimo dois segundos. Este formato de anúncio foi criado para oferecer um bom custo-benefício no alcance do seu vídeo.

Como é feita a cobrança dos anúncios Outstream?

Você será cobrado pelos anúncios Outstream com base no custo por mil impressões visíveis (vCPM). Uma cobrança só será gerada quando seu vídeo for reproduzido por dois segundos ou mais.

Anúncios de vídeo não puláveis (Não pertence a nenhuma categoria):

anuncios-video-youtube-nao-pulaveis-daniel-digital

Tamanho: ful screen

Usuários verão o anúncio antes do início do vídeo.

Todo o vídeo de 15 ou mais segundos tem que ser visto.

Pode ser inserido, antes, durante ou depois do vídeo.

Aparece somente em computadores desktop, laptops e dispositivos móveis.

Como o YouTube cobra o anunciante

As formas de cobrança abaixo são as principais para anúncios de vídeo. O uso de uma ou outra depende tanto do formato do anúncio quanto da preferência do anunciante, em alguns casos.

CPV (Custo Por Visualização)

Os lances de CPV (Custo Por Visualização) são a forma predefinida padrão de definir o valor que você paga pelos anúncios em vídeo TrueView (quando criados no Google Ads). Com os lances de CPV, o anunciante paga pelas exibições de vídeos e outras interações com o vídeo (como cliques em call-to-action overlays, cartões e banners complementares), o evento que ocorrer primeiro.

Como funciona

Para definir um lance de CPV, o anunciante estabelece o valor mais alto que deseja pagar por cada visualização. O lance é chamado de “lance máximo de CPV” ou simplesmente “CPV máx.”. Por exemplo, se você acha que a exibição do seu vídeo vale R$ 0,35, você pode definir esse valor como seu lance máximo de CPV.

CPM (Custo Por Mil)

CPM é a quantia que o anunciante pagará a cada vez que seu anúncio tenha 1.000 (mil) impressões, ou seja, para que ele seja exibido 1.000 (mil) vezes.

vCPM (Custo Por Mil Impressões Visíveis)

A sigla vCPM vem do inglês “Viewable CPM”, que significa “custo por mil impressões visíveis” (ou “CPM visível”). A estratégia de lances vCPM otimiza seus lances para dar prioridade a espaços de anúncios que têm maior probabilidade de ficarem visíveis. Se a intenção do anunciante é aumentar as visualizações dos anúncios – e não os cliques – essa estratégia de lances pode trazer resultados melhores do que os outras.

Como funciona

Com o vCPM (ou CPM visível), o anunciante define lances para cada mil impressões (exibições) visíveis e paga pelas impressões que são de fato avaliadas como visíveis. Um anúncio de vídeo é contabilizado como “visível” quando é exibido na tela por dois segundos ou mais.

CPC (Custo Por Clique)

O acrônimo CPC vem do inglês “Cost Per Click”, que significa “Custo Por Clique”. Com os lances de custo por clique (CPC), o anunciante paga um valor por cada clique em seus anúncios de vídeo.

Como funciona

Você define um lance máximo de custo por clique (ou “CPC máx.”) que é o valor máximo (o limite) que você deseja pagar por um clique em seu anúncio de vídeo.

Relatórios que você terá sobre seus anúncios no Youtube

Há vários relatórios para anunciantes de vídeo no YouTube, abaixo estão somente os principais.

Desempenho geral

Visualizações

Mostra o número de vezes que os espectadores viram ou interagiram com o seu anúncio de vídeo.

Taxa de visualização

Mostra o número de visualizações ou interações que o seu anúncio de vídeo recebe dividido pelo número de vezes que o anúncio é exibido.

CPV (Custo Por Visualização) médio

É o valor médio pago quando o espectador vê 30 segundos do seu vídeo (ou a duração total dele, se for inferior a 30 segundos) ou quando interage com o vídeo, o que ocorrer primeiro.

Desempenho de cliques:

Cliques:

Mostra o número de vezes em que espectadores clicaram em algum elemento do seu anúncio de vídeo e foram levados a um destino externo, como o seu site.

Taxa de cliques (CTR)

É o número de cliques que o seu anúncio de vídeo recebe dividido pelo número de vezes que o seu anúncio é exibido. Mostrado em porcentagem.

Desempenho das interações (ou engajamentos):

Interações ou engajamentos:

Exibe o número de cliques em elementos interativos, como teasers e ícones, para expandir cartões de anúncios que possam existir no vídeo, e que não direcionaram as pessoas para um site ou outro destino externo ao YouTube.

Taxa de interação ou taxa de engajamento:

É o número de interações recebidas pelo anúncio, como cliques em cartões de teasers e em ícones, dividido pelo número de vezes que o anúncio é exibido. Mostrado em porcentagem.

Visualizações do vídeo (também chamado de “relatórios do quartil”)

Reprodução do vídeo até: 25% mostra o número de exibições em que um vídeo é reproduzido até 25% da duração total.
Reprodução do vídeo até: 50% mostra o número de exibições em que um vídeo é reproduzido até a metade da duração total.
Reprodução do vídeo até: 75% mostra o número de exibições em que um vídeo é reproduzido até 75% da duração total.
Reprodução do vídeo até: 100% mostra o número de exibições em que um vídeo é reproduzido integralmente, até o fim.

Engajamento no YouTube

São ações que são contabilizadas quando um espectador assiste a um anúncio de vídeo e depois realiza alguma ação relacionada dentro do YouTube. Tipos de ações:

Um espectador do YouTube assiste a vídeos subsequentes no seu canal do YouTube ou nas suas páginas de exibição.
Um espectador se inscreve no seu canal.
Um espectador adiciona o vídeo a uma playlist.
Um espectador clica no botão “Gostei” do vídeo.
Um espectador compartilha o vídeo.

Precisando de uma ajuda na sua estratégia de vídeos? Entre em contato comigo.

error: Conteúdo protegido!