Home » Google Ads: meu anúncio não aparece nos resultados de buscas. O que devo fazer?

Google Ads: meu anúncio não aparece nos resultados de buscas. O que devo fazer?

Se você chegou a este post, é quase certo que você tenha feito uma pesquisa no Google (ou no Bing) com palavras-chave relacionadas ao seu negócio e não tenha visto seu anúncio na página de resultados. Vou manter esta introdução bem curta para que possamos ir direito ao ponto. Ou melhor, aos prováveis pontos.

Por quê não vejo meus anúncios no Google Ads?

Se você não está vendo seus anúncios no Google, saiba que isso – em princípio – não é motivo para pânico: você deve usar a Ferramenta de Diagnóstico e Visualização de Anúncios do próprio Google Ads para fazer essa verificação. Mas antes disso, saiba que um motivo provável é o fato de que seus anúncios podem não ser exibidos todo o tempo simplesmente devido a limitações no orçamento que você estabeleceu. Dito isso, vamos aos demais procedimentos.

Como usar a Ferramenta de Diagnóstico e Visualização de Anúncios do Google

1. No menu superior, vá em “Ferramentas e Configurações” (1). Nas opções que se abrem, escolha “Diagnóstico e visualização de anúncios” (2)

Diagnóstico e visualização de anúncios

2. Escolha as opções de local, idioma, dispositivo e público-alvo

O público-alvo, em geral, permanecerá com o valor padrão que já vem pré-definido: “Usuários que não fazem parte de nenhum público-alvo” (1), a menos que você já tenha públicos específicos definidos. Depois, no campo de pesquisa, digite uma palavra-chave que esteja na sua campanha (2).

Diagnóstico e visualização de anúncios

3. Veja o resultado – que no caso acima foi “Seu anúncio não está sendo exibido” e leia o(s) motivo(s) (passo 3).

Veja no print acima que, no final da tela, a ferramenta mostra ainda uma prévia da página de resultados no momento para a pesquisa com a palavra-chave que você usou no passo do número 2.

Se o seus anúncios não apareceram depois de fazer o procedimento acima (corretamente) e se nenhum motivo apresentado fornece com exatidão a razão dessa situação, aí sim podemos deduzir que pode haver algum outro problema. Vamos às possíveis causas. Dividirei os motivos em duas categorias:

• motivos não relacionados ao desempenho da campanha;
• motivos relacionados ao desempenho da campanha.

Começarei pela primeira categoria porque geralmente são problemas mais fáceis de serem corrigidos.

Anúncios do Google Ads não aparecem: motivos não relacionados ao desempenho da campanha

Antes de mais nada, é importante que você saiba o que eu quis dizer com “motivos não relacionados ao desempenho da campanha”. Em muitos casos, seus anúncios do Google não aparecem por razões que não tem nenhuma conexão com a qualidade da sua landing page (a página de aterrissagem), com seus grupos de anúncios, com a qualidade dos seus anúncios em si, etc. Ou seja, mesmo se você estiver fazendo um ótimo trabalho nas suas campanhas Google Ads, ainda há muitos motivos para que seus anúncios não estejam sendo veiculados. Vejamos alguns deles.

Seu pagamento foi recusado

Se você, como milhares de anunciantes, escolheu a opção de pagamentos automáticos, a Google lhe cobrará quando (o que ocorrer primeiro):

1. você alcançar o seu limite pré-estabelecido ou
2. você chegar ao fim do período de cobrança atual

Para que não haja nenhum problema na realização da transação, a sua informação de pagamento na sua conta Google Ads deve estar sempre atualizada e os cartões de crédito usados devem estar válidos. Se a Google não conseguir fazer a cobrança a veiculação dos seus anúncios será interrompida.

Para verificar seus métodos de pagamento, vá na opção “Ferramentas e Configurações” (1) no menu do topo, e depois vá em “Resumo do faturamento” (2).

Opções de faturamento no menu do topo do Google Ads

Depois, clique em “Formas de pagamento” no lado esquerdo:

Resumo do pagamento no Google Ads

Veja se houve problemas nas tentativas de cobrança que a Google fez e, se necessário, insira uma nova forma de pagamento válida através do botão “Adicionar forma de pagamento” (logo abaixo dos métodos de pagamento):

Formas de pagamento no Google Ads

Seus lances estão baixos demais ou altos demais

Lances altos demais

Ao criar uma campanha, temos que estabelecer um orçamento (limite de gasto) diário máximo para ela. Se o Custo Por Clique (CPC) máximo que vc inseriu para uma palavra-chave for maior do que o orçamento diário da campanha na qual ela está, seus anúncios não serão exibidos em pesquisas com essa palavra-chave. Portanto, temos que ter certeza de que não há nenhum conflito entre o orçamento da campanha e o valor dos lances das palavras-chave dentro dela.

Lances baixos demais

No outro extremo da situação mencionada no parágrafo acima, temos a possibilidade de que seus anúncios não estejam sendo exibidos porque os lances que você estabeleceu para uma ou mais palavras-chave são baixos demais. A classificação do seu anúncio na página de resultados de uma pesquisa depende, entre outros fatores, do Índice de Qualidade da palavra-chave em questão e do valor do lance dela.

Se você for à seção de palavras-chave da sua campanha, verá que é possível usar simuladores de lance. Para obter uma estimativa do impacto que diferentes valores de aumento (ou de decréscimo) terão na posição do seu anúncio, você pode usar o botão do simulador, que é o ícone abaixo. Ele aparece logo ao lado do valor do lance da palavra-chave.

Meu anúncio não aparece no google. o que devo fazer?

Veja que se você pairar o mouse em cima do ícone, abre-se uma caixa explicativa dizendo “Simulador de lances de palavra-chave”:

Meu anúncio não aparece no google. o que devo fazer?

Clicando no ícone do simulador, abre-se uma janela com os diferentes valores de lance e suas respectivas estimativas. As colunas Impressões (“Impr.”) e Impressões na parte superior da página (“Impr. parte sup.”) merecem atenção especial aqui: através delas podemos ter uma estimativa do número de vezes que aparecemos (Impressões) e do número de vezes que aparecemos entre os resultados da parte superior da página de resultados (Impressões na parte superior da página) com o valor do lance atual – e simulações para mais e para menos. Lembre-se de que tudo isso é relativo somente à palavra-chave em questão (que aparece no topo da janela do simulador).

Meu anúncio não aparece no google. o que devo fazer?

Quando o simulador de lances não está disponível

Mas o botão do simulador de lances pode não estar disponível em todas as palavras-chave e nem todo o tempo. Felizmente, há outra maneira de saber se o valor do seu lance atual está alto, médio ou baixo: são as colunas de estimativa. Talvez você ainda não saiba, mas é possível adicionar várias outras colunas ao seu relatório de palavras-chave. Este relatório é basicamente a tela com a lista de palavras-chave de um grupo de anúncios, de uma campanha ou da conta inteira. Nessa tela já temos as colunas padrão, mas podemos inserir várias outras colunas de acordo com a nossa necessidade e objetivo. Veja abaixo como adicioná-las.

Como adicionar colunas aos relatórios de palavras-chave do Google Ads
1. Clique no item “Palavras-chave” no menu da esquerda (1), depois vá em “Colunas” (2) e escolha “Modificar colunas” (3)
Adicionar colunas ao relatório de palavras-chave no Google Ads
2. Dentre as opções que se abrem, clique para expandir as colunas da categoria “Simulador de lances”:
Adicionar categoria de colunas "Simulador de lances" no Google Ads

Escolha aquelas colunas que forem as melhores referências para você se posicionar sobre os valores de lances que tem escolhido – sempre em relação às estimativas que as colunas ofereçam. Assim, é possível saber se seus lances estão baixos demais ao ponto de fazer com que seus anúncios não apareçam nos resultados, por exemplo.

3. Para saber exatamente qual tipo de simulação cada coluna exibirá, coloque o mouse sobre o nome da coluna (sem clicar) e uma pequena janela com a explicação completa aparecerá:
Explicação das colunas do simulador de lances do Google Ads
4. Depois de escolher as colunas que lhe darão a melhor orientação sobre os seus lances atuais e sobre o seu posicionamento, marque a caixa “Salvar o conjunto de colunas” para que essa configuração seja salva e você possa sempre visualizar as colunas desejadas daqui em diante.
Salvar conjunto de colunas no Google Ads
5. Dê um nome à sua configuração de colunas – que seja imediatamente inteligível para sua própria consulta no futuro – e clique em “Aplicar”.
Salvar conjunto de colunas no Google Ads
6. As colunas que você tiver escolhido aparecerão no relatório de palavras-chave.
Colunas do simulador de lances no relatório de palavras-chave do Google Ads
Colunas do simulador de lances no relatório de palavras-chave do Google Ads

O volume de pesquisa da palavra-chave que você pesquisou é baixo demais

Se uma ou mais palavras-chave segmentadas na sua campanha tem um volume de pesquisa mensal muito baixo ou nulo, os anúncios que estiverem vinculados a essas palavras podem ser inelegíveis para exibição. Uma vez que o Google percebe que uma palavra-chave na sua campanha possui um volume de tráfego extremamente baixo, poderá desativá-la temporariamente na sua conta. Se o volume de tráfego dela aumentar até um mínimo razoável, o Google poderá automaticamente reativá-la.

Estrategicamente falando, a idéia de esperar até que o volume de tráfego da palavra-chave em questão aumente e o Google a reative na sua conta não é boa nem recomendável (em grande parte dos casos é de fato inviável). Nesse caso, o que eu aconselho é:

  1. descartar a palavra-chave em questão deixando-a como está na conta, sem pausá-la ou removê-la (bastando simplesmente não contar mais com ela);
  2. ir ao Planejador de Palavra-Chave da sua conta Google Ads e tentar encontrar termos próximos sinônimos e adicioná-los à sua campanha, na esperança de que possam ter um volume de pesquisa mais alto.

Seu anúncio foi pausado, removido ou reprovado

É possível que o seu anúncio não esteja sendo exibido simplesmente porque foi pausado, ou porque o grupo de anúncios e/ou a campanha onde ele está foram pausados. Se isso for constatado, basta mudar o status de “Pausado” para “Ativo”. Essa situação pode acontecer com mais frequência em contas Google Ads que são gerenciadas por mais de uma pessoa. Mas é sempre bom lembrar que nós mesmos podemos facilmente nos esquecer do que fizemos no passado!

Outra possibilidade é a de que o seu anúncio – ou o grupo de anúncios e/ou campanha onde ele se encontrava – tenha sido apagado (removido) da sua conta por alguma razão. Essa situação também é comum em contas que são gerenciadas por mais de uma pessoa. Ou, como eu disse acima, quando confiamos na nossa própria memória humana – que muitas vezes falha!

Para ver se você ou outra pessoa removeu algo da sua conta (intencionalmente ou acidentalmente), clique na opção “+ Mais”, que é a última no menu da esquerda (ela abriga vários subitens que se expandem).

Google ads: botão "Mais" para abrir o histórico de alterações de anúncios

Escolha a opção “Histórico de alterações”. Você poderá aplicar filtros para ver as modificações feitas. Um deles é o filtro por Status. Use-o.

Filtros no histórico de alterações de anúncios do Google Ads

Se o anúncio, grupo de anúncios ou a campanha onde ele estava tiverem sido apagados, você terá que começar quase do zero, refazendo-o. Eu disse “quase do zero” porque os anúncios apagados continuam disponíveis na conta, bastando copiar o texto deles para criar novos iguais, se for o caso.

Se você já se certificou de que nada foi pausado ou removido e ainda não consegue ver seu anúncio nos resultados do Google, é provável que ele tenha sido reprovado. E anúncios reprovados, obviamente, não são exibidos. Para saber o que fazer quando um anúncio é reprovado, você pode ver este outro post sobre o assunto ou ainda ver as políticas da Google.

Erro na programação (dias e horários) ou na segmentação da campanha

Assim como temos que estabelecer um orçamento nas campanhas do Google Ads, temos também que definir uma programação dos anúncios em cada campanha – o que permite que você escolha em quais dias da semana e em quais horários seus anúncios serão exibidos. Para fazê-lo, entre na campanha desejada – mas sem entrar em nenhum grupo de anúncios específico.

Botão "Mais" com a opção de exibir a programação de anúncios no Google Ads

No menu da esquerda, clique na opção “+ Mais”, que é a última (e abriga vários subitens que se expandem) e depois vá em “Programação de anúncios”. Confira a programação vigente para ter certeza de que não há limitações equivocadas nos dias e horários.

Programação de anúncios de campanha no Google Ads

No menu da esquerda, logo acima da opção “Programação de anúncios”, você verá o item “Locais”, onde se escolhe a segmentação geográfica da campanha (os locais onde os anúncios aparecerão). Pode ser que os seus anúncios não apareçam no Google simplesmente porque não há volume de busca suficiente na região (ou regiões) que você escolheu. Portanto, certifique-se de que a sua segmentação geográfica não seja afunilada demais. Se ela já for razoavelmente ampla, você pode tentar incluir ainda mais regiões para gerar mais tráfego (mais cliques).

Palavras-chave negativas estão negando palavras-chave segmentadas da sua lista

Palavras-chave negativas são aquelas que ao serem digitadas pelos usuários fazem com que seus anúncios não sejam exibidos. Ou seja, elas protegem suas campanhas de pesquisas irrelevantes. Você deve criar as suas listas de palavras-chave negativas, que podem ser estabelecidas no nível de campanha ou no nível de grupo de anúncios. Se alguns dos seus anúncios do Google Ads não estão sendo exibidos, um provável motivo pode ser uma palavra-chave negativa que está “cancelando” uma palavra-chave ativa (isto é, impedindo que a palavra-chave ativa “chame” o seu anúncio).

Como exemplo, digamos que você tenha a palavra-chave “camisetas de algodão” segmentada (incluída) na sua campanha e que você tenha adicionado o termo “algodão” como palavra-chave negativa. Neste caso, o termo negativo se sobrepõe à palavra-chave segmentada ativa (“camisetas de algodão”) e impede que seus anúncios sejam exibidos quando um usuário fizer uma pesquisa usando-a. Para resolver este conflito, você pode eliminar uma das duas palavras-chave (a negativa ou a segmentada) ou mudar o tipo de correspondência da palavra-chave negativa.

Seus ajustes de diminuição de lances são grandes demais

Os ajustes de diminuição dos valores de lances permitem que lances sejam automaticamente diminuídos de acordo com algum critério pré-estabelecido por você. Esses ajustes podem ser ativados mediante vários parâmetros, tais como tipo de dispositivo, hora do dia, localização, entre outros. Se os seus ajustes de diminuição forem grandes demais, é possível que você tenha ficado fora da competição por posições na página de resultados simplesmente porque o seu lance ficou baixo demais.

Para ver se há ajustes de diminuição (ou de aumento excessivo) de lances, entre em uma campanha – sem entrar em nenhum grupo de anúncios – e clique no botão “Mais” na coluna da esquerda, e mais opções aparecerão. Visite os itens “Dispositivos” e “Ajustes de lance avançados” para ver se há ajustes que possam estar atrapalhando a exibição dos seus anúncios.

Ajuste de lances por dispositivo no Google Ads
Exemplo de ajustes de lance por dispositivo

Usar as colunas de simulação no seu relatório de palavras-chave (mencionadas neste post mais acima) lhe ajudará a entender quanto você pode diminuir seus lances sem ficar fora da página de resultados.

Além das opções acima, você deve verificar também as Regras na sua conta Google Ads para ter certeza de que não há nenhuma regra já configurada que faça, equivocadamente, diminuição ou aumento excessivo de lances. Para ir a essa seção, vá em “Ferramentas e Configurações” (1) no menu do topo, e depois entre em “Regras” (2):

Clique em Ferramentas e Configurações e depois vá em Regras no menu superior do Google Ads

Verifique as regras (se houver) e veja se há alguma que interfira em lances ou em qualquer outro aspecto que possa limitar a exibição de anúncios (tais como regras que pausam campanhas específicas a partir de certos horários etc.).

Anúncios do Google Ads não aparecem: motivos relacionados ao desempenho da campanha

Há casos em que você poderá descobrir que seus anúncios do Google Ads não estão aparecendo por motivos de baixo desempenho. Nessas situações, fazer com que eles voltem a ser exibidos é uma questão de otimização – ou seja, de fazer as melhorias necessárias na sua campanha.

Como alguns tipos de otimização podem demandar mais análise do que aqueles que mencionei na primeira parte deste post, as explicações abaixo podem ser um pouco mais longas. Mas não deixe de lê-las.

Seus grupos de anúncios não tem um foco específico

Cada grupo de anúncios dentro da sua conta Google Ads consiste basicamente de duas coisas: palavras-chave e anúncios. Há um motivo para que o Google coloque ambos debaixo do mesmo guarda-chuva: as palavras-chave e os anúncios dentro do mesmo grupo de anúncios são vinculados.

Quando uma das suas palavras-chave é usada em uma pesquisa e você entra em um leilão (para aparecer mais alto ou mais baixo na página de resultados), o Google sabe que pode selecionar um dos anúncios que você vinculou àquela palavra-chave.

Palavras-chave ficam vinculadas aos anúncios dentro do grupo de anúncios

O desempenho do seu anúncio depende do quão relevante ele é para a pesquisa que o usuário fez. Quanto mais relevante ele for, mais alto ele aparecerá na página de resultados. Esse sistema, por sua vez, nos leva a uma pergunta: como podemos então fazer com que nossos anúncios sejam relevantes para as pesquisas? Resumidamente, criando grupos de anúncios que contenham palavras-chave com sentido bem próximo – ou seja, palavras-chave que pertençam ao mesmo núcleo semântico.

Um exemplo: suponhamos que você seja um vendedor de camisetas. Você trabalha com peças masculinas e femininas, e também com vários tipos de materiais: algodão, dry-fit, etc. Seus grupos de anúncios certamente teriam que obedecer a uma estrutura igual ou bem próxima a:

  • um grupo de anúncios para a palavra-chave [camisetas de algodão masculinas] e termos semanticamente próximos, como [camiseta masculina algodão] etc.
  • um grupo de anúncios para a palavra-chave [camisetas de algodão femininas] e termos semanticamente próximos, como [camiseta mulher algodão] etc.
  • um grupo de anúncios para a palavra-chave [camisetas de dry-fit masculinas] e termos semanticamente próximos, como [camiseta dry-fit homem] etc.
  • um grupo de anúncios para a palavra-chave [camisetas de dry-fit femininas] e termos semanticamente próximos, como [camiseta feminina dry fit] etc.
  • e assim por diante.

ou alguma estrutura ainda mais específica de acordo com as particularidades do seu negócio.

Portanto, seus anúncios podem não estar aparecendo devido à estrutura dos seus grupos de anúncios. Se você fizer uma revisão nas suas campanhas e constatar que criou seus grupos de anúncios com listas de palavras-chave que não são semanticamente relacionadas, é bem provável que seja esse o motivo do desempenho ruim nos leilões (cada pesquisa que um usuário faz no Google tem como efeito um leilão de anunciantes).

O texto do seu anúncio não está otimizado

Para ter certeza de que seus anúncios serão relevantes para as pesquisas dos seus clientes potenciais no Google, não basta somente criar grupos de anúncios específicos com foco em palavras-chave semanticamente próximas. Igualmente importante é otimizar o texto do anúncio. Em geral, essa ação costuma ser bem mais simples do que mudar a sua estrutura de grupos de anúncios.

Basicamente, otimizar um anúncio significa que o texto dele deve conter exatamente a palavra-chave central que representa o grupo de anúncios, ou alguma variante bem próxima dela. A página de destino no seu site também deve conter a palavra-chave em questão ou alguma variante semanticamente sinônima. Na grande maioria dos casos, a idéia é que o usuário:

  1. faça uma pesquisa no Google com uma palavra-chave que esteja em um de seus grupos de anúncios;
  2. veja a mesma palavra-chave pesquisada (ou sinônima) no texto do seu anúncio;
  3. veja a mesma palavra-chave pesquisada (ou sinônima) também na sua página de destino – também chamada de “landing page” ou página de aterrissagem.

Imagine, por exemplo, se você colocasse as palavras-chave [camiseta de algodão masculina] e [camiseta de dry-fit feminina] no mesmo grupo de anúncios. Seria bem difícil escrever um só anúncio relevante para os dois produtos ao mesmo tempo. Usuários homens pesquisando por camisetas de algodão masculinas veriam um anúncio cujo texto traz referências a uma camiseta de dry-fit para mulheres. E vice-versa. Portanto, não se esqueça de que na Internet o grau de especificidade – e portanto de relevância – deve ser sempre o maior possível.

Ao escrever textos de anúncios que contenham a palavra-chave central do grupo de anúncios – a mais específica possível – você dará um sinal claro para o Google de que o seu anúncio pode ser mais relevante para as pesquisas relacionadas àquele termo. Lembre-se: relevância é sempre primordial quando se fala em campanhas de qualquer tipo.

Exemplo de pesquisa no Google com a palavra-chave exata nos anúncios
Exemplo de resultados de pesquisa relevantes no Google: veja que a palavra-chave pesquisada – ou sinônimo bem próximo – aparece no título dos anúncios

Sua página de destino (landing page) não é relevante

Quando o Google define se os seus anúncios merecem aparecer no alto ou na parte inferior da página de resultados, ele não observa apenas a relevância do texto do anúncio: ele também calcula a relevância da sua página de destino. Ou seja, se a sua landing page não ajuda o usuário a fazer o que ele precisa fazer – necessidade essa que está implícita na intenção por trás da palavra-chave da busca – você muito provavelmente não se sairá bem no leilão.

Para ter certeza de que a sua página de destino é coerente, é preciso revisar as palavras-chave no grupo de anúncios em questão. Essa revisão deverá levar em consideração vários aspectos. Temos que pensar nos usuários que farão pesquisas usando as palavras-chave dessa lista. Temos que nos colocar no lugar deles. Quais são os problemas e objeções que essas pessoas enfrentam em relação ao produto ou serviço que você oferece? O que esses usuários precisam fazer? Qual necessidade querem satisfazer? E o que você pode fazer para ajudá-los?

As respostas das perguntas acima deverão ditar o conteúdo que estará nas suas páginas de destino. Quanto melhor você for em resolver o problema dos usuários nas suas landing pages, mais chances de melhor desempenho seus anúncios terão nos resultados do Google. Uma boa medida é sempre incluir as palavras-chave centrais nos textos das suas páginas de destino, isso de fato lhe ajudará muito.

O CTR (Taxa de Cliques) do seu anúncio está baixo demais

Outra possível explicação para a ausência dos seus anúncios no Google é um CTR baixo. CTR é uma sigla em inglês que significa “Click-Through Rate”, que pode ser traduzida como “Taxa de Cliques” em português. Basicamente, o CTR é o número de cliques que seus anúncios recebem em relação ao número de exibições (que são chamadas de “Impressões”) nos resultados de buscas. Em termos práticos, o CTR do seu anúncio indica o quão pertinente ele é para a pesquisa dos usuários. Se o CTR do anúncio é alto, isso indica que a mensagem dele tem grande apelo entre os usuários. Se o CTR é baixo, ocorre o contrário.

O Google recompensa os anunciantes que escrevem anúncios que agradam os usuários. Portanto, temos que nos esforçar sempre para escrever anúncios que atraiam a atenção da pessoa que fez a pesquisa, fazendo com que fique mais inclinada a clicar neles.

Meu conselho para escrever anúncios atraentes é o mesmo que citei anteriormente para criar boas páginas de resultado:

  1. revisar as palavras-chave vinculadas a cada anúncio;
  2. sempre usar a palavra-chave (ou termo semanticamente bem próximo) no texto do anúncio;
  3. se colocar no lugar dos usuários que fazem pesquisas com essas palavras-chave;
  4. identificar os problemas e objeções – as dores – do usuário que você precisa resolver.

Escrever um bom anúncio significa sempre satisfazer a necessidade específica dos seus clientes potenciais – textualmente.

CTR de anúncios no Google Ads
Coluna de CTR dos anúncios no Google Ads

O Índice de Qualidade da sua palavra-chave está baixo

Assim como cada anúncio na sua conta Google Ads, cada palavra-chave possui também um CTR próprio que, juntamente a outros fatores, entra no cálculo do Índice de Qualidade dessa palavra. Este Índice é uma nota de 1 a 10 atribuída a cada uma delas. Em geral, quando o Índice de Qualidade de uma palavra-chave é igual ou menor que 3, o Google a desativa, parando de exibir os anúncios vinculados a ela.

Para melhorar o Índice de Qualidade das suas palavras-chave que possuem notas muito ruins (4 ou menos), você deve:

  1. revisar as demais palavras-chave no mesmo grupo de anúncios em que ela se encontra para ver se são semanticamente bem próximas;
  2. revisar o texto do anúncio vinculado a ela para ver se a palavra está nele;
  3. revisar a página de destino do anúncio para ter certeza de que a palavra-chave também está no texto dela.

Você pode se informar ainda mais sobre o Índice de Qualidade e aprender como melhorá-lo neste post, que trata especificamente do assunto.

“Meus anúncios do Google não aparecem”: considerações importantes

Não ver nosso próprio anúncio depois de fazer uma pesquisa no Google é frustrante – não só para donos de empresa quanto para analistas de marketing digital. Geralmente a pessoa entra em pânico e começa a pensar em milhares de possíveis motivos.

É importante saber que há sempre uma razão – ou uma combinação de fatores – que levam a essa situação. Em muitos casos, a explicação é uma soma de dois ou mais motivos que mencionei ao longo deste post. O importante é fazer os testes e revisões que propus aqui para se chegar ao problema (ou problemas). Ao fazê-lo, é provável que você descubra ainda outras possibilidades de melhorias na sua conta Google Ads.

error: Conteúdo protegido!