Home » Como usar categorias e tags nos posts do seu blog (seja ele WordPress ou não)

Como usar categorias e tags nos posts do seu blog (seja ele WordPress ou não)

É vital entender o que são categorias e o que são tags. Em nomenclatura de blogs, tanto as categorias quanto as tags são tipos de taxonomias.

Taxonomia é, por padrão, o ramo da ciência voltado para a classificação de coisas. No universo de blogs e sites, taxonomia é um método para classificar o conteúdo e a informação neles contida. Quando usamos uma taxonomia, estamos basicamente agrupando coisas similares. A taxonomia é a soma desses grupos.

O objetivo das categorias e das tags é organizar o seu conteúdo para melhorar a usabilidade do seu blog e/ou site. Assim, quando um visitante acessa o seu blog ele pode facilmente navegar pelo seu conteúdo por tópicos, ao invés de fazê-lo cronologicamente (como os blogs funcionavam antigamente, no início dos anos 2000).

Pense em uma biblioteca física: ela é um espaço com milhares de livros organizados por algum critério nas prateleiras. É essa organização que permite que os usuários encontrem facilmente os livros que procuram. Uma livraria funciona da mesma forma: os títulos são organizados em seções por áreas, tais como “Literatura”, “Economia”, “Autoajuda” e assim por diante.

Para facilitar a vida dos visitantes, o conteúdo do seu blog também deve ser organizado por algum tipo de taxonomia. É aí onde entram em cena as categorias e as tags.

Qual é a diferença entre categorias e tags?

Categorias

As categorias devem ser usadas para agrupar os seus posts de maneira mais ampla. Pense nelas como tópicos gerais, ou ainda como um índice do seu site. As categorias ajudam a identificar o tema – ou temas – do seu blog. Elas auxiliam os leitores a encontrar o tipo certo de conteúdo nele. E elas são hierárquicas, portanto pode haver subcategorias (e quase sempre há).

Tags

As tags tem o propósito de descrever detalhes específicos dos seus posts. Elas são os microdados que você pode usar para micro-categorizar o seu conteúdo. Tags não são hierárquicas.

Categorias versus Tags: exemplo de diferença de uso

Vamos imaginar que você possui um blog onde você escreve sobre sua vida pessoal. Suas categorias podem ser algo como as abaixo:

• Filmes
• Música
• Gastronomia
• Viagens
• Livros
• Trabalho
• Família
• etc.

Se você escrever um post sobre algo que comeu, você colocará esse artigo na categoria Gastronomia. E você poderia então colocar tags nesse post, tais como:

• macarrão
• molho
• massas
• carne.

Uma das grandes diferenças entre categorias e tags é que você tem que categorizar todos os seus posts (é realmente necessário), mas você não precisa colocar tags neles. Se você não categorizar um post, ele muito provavelmente será automaticamente categorizado como “Sem Categoria”.

Outra diferença é a maneira como os permalinks (os endereços dos links, também chamados de URLs) das páginas de categorias e tags são exibidos. Na estrutura básica padrão da maioria dos blogs seria:

https://seublog.com.br/categoria/viagens

vs.

https://seublog.com.br/tag/passeios

Qual é o número ideal de categorias?

Não há um número ideal de categorias específico. O número certo depende da complexidade do seu site/blog. No entanto, para melhorar a estrutura e usabilidade do seu blog, o melhor é usar sub-categorias e tags.

Um dado curioso: até a versão 2.5 do WordPress (plataforma de blogs mais usada no mundo), que foi lançada em 2008, não havia suporte nativo para tags. Isso fez com que os donos de blogs criassem listas enormes de categorias – porque queriam usá-las para definir também os micro-detalhes dos posts. Hoje já temos as tags para cumprir essa função.

As categorias foram feitas para englobar um grupo de posts. Comece o seu blog com categorias mais genéricas e vá especificando-as ao longo do tempo – tanto com mais categorias quanto com subcategorias – na medida em que surgir a necessidade.

É muito difícil pensar em todas as categorias que serão usadas em um blog ainda no seu início. Blogs, em geral, crescem e evoluem. Portanto, é quase sempre com o passar do tempo que adquirimos a visão necessária para categorizar todos os nossos posts da melhor maneira possível.

error: Conteúdo protegido!