Home » As imagens do Google Images agora fazem parte da Rede de Pesquisa para anúncios do Google Shopping

As imagens do Google Images agora fazem parte da Rede de Pesquisa para anúncios do Google Shopping

Os anúncios do Google Shopping chegaram às pesquisas de imagem

Parecido aos anúncios no Instagram e no Pinterest, a Google apresentou os chamados “Shoppable Ads on Google Images” – anúncios do Shopping no Google Imagens – no evento Shoptalk na última terça-feira. As imagens patrocinadas mostrarão produtos e, quando o usuário passar o mouse por cima delas, serão exibidos a marca, o preço e outros detalhes.

Basicamente, isso significa dizer que os resultados de pesquisas de imagens no Google agora são também parte do Google Shopping. Essa idéia não foi “roubada” de nenhuma outra empresa: a Google já havia exibido formatos de anúncios do estilo Shopping no YouTube em 2015. No ano passado também testou uma versão inicial dos Shoppable Ads em sites de terceiros e na busca do Google – incluindo buscas por imagens.

A Google primeiramente testou esses novos anúncios com varejistas selecionados nas buscas com palavras-chave de topo de funil (nas quais o usuário ainda está na fase inicial de pesquisa sobre um produto, ainda distante da decisão de compra). Fiz algumas pesquisas no Google Images mas não encontrei ainda nenhum resultado de imagem que fosse anúncio, provavelmente porque o serviço ainda é bem recente – o e-mail da Google avisando sobre a mudança chegou hoje – mas o gif animado abaixo nos dá uma idéia da aparência e de como funcionam.

Google Imagens Anúncios Shopping

A Google disse também que irá incluir esses anúncios em cada vez mais categorias ao longo dos próximos meses. A empresa acrescentou ainda que os feeds e conteúdos do Google Merchant Center serão disponibilizados para além de anúncios, explicando que varejistas poderão fornecer informações sobre seus produtos à Google – sem custo – para que a empresa possa exibir mais informações desses produtos a compradores potenciais.

Do fundo para o topo do funil

A idéia da Google aqui é tentar fazer com que vendedores de produtos consigam aparecer mais para o público que ainda está na fase de descoberta – no topo do funil – ao invés das pesquisas de fundo de funil (onde o usuário já sabe exatamente o que quer comprar). Isso o Instagram e Pinterest já vem fazendo muito bem.

É também uma tentativa de se estabelecer cada vez mais como uma plataforma de compras visualmente melhor, além de competir com outros sites que oferecem experiências visuais melhores para descobrir produtos.

error: Conteúdo protegido!